top of page

BOLSONARO: VOCAÇÃO E VÍNCULOS COM A VIOLÊNCIA

Atualizado: 31 de mai. de 2022

Prezados (as),


É inquestionável a ligação de Bolsonaro com a violência: Vocação e intenção; pensamento e ação.

- Defende a ditadura e é insensível à tortura: Uma violência política e humanitária;

- Ao longo da vida militar e parlamentar, fez uso de métodos violentos para resolução de questões públicas: Greve nas Forças Armadas e uso de armas para a autodefesa da população;

- Como presidente, está controlando todas as instâncias de investigação, indiciamento, controle e repressão ao crime para defesa própria, dos familiares e atos do governo, e perseguição aos adversários políticos: Violência na gestão pública;

- Possui proximidade e / ou estreitos vínculos pessoais e profissionais com grupos violentos e, deles, recebe apoio explícito como nazifascistas, skinheads, milícias e outros: Violência pelo convívio social e profissional;

- O presidente e toda a sua família ampliada aninharam-se no ninho das esferas públicas e construíram a vida (Alguns fortunas) com o dinheiro público: Patrimonialismo, uma violência cívica;


Uma pessoa com tal perfil, como indivíduo, já é nefasta para a sociedade. Imagine alguém nefasto, como indivíduo, comandando uma nação? Nem é preciso imaginar, basta constatar o que tem ocorrido no Brasil nos quase 4 anos de (des)governo Bolsonaro.


Mas, alguns defendem; Bolsonaro é cristão. Não é, ele engana ser. Quando ele fala em Cristo e prega a oração, observe a sua face: Não reflete o verdadeiro sentimento que as palavras tentam induzir. Uma violência contra a fé divina.


Erva daninha não se capina; deve ser arrancada pela raiz.


César Cantu

São Paulo, 07.05.2022

[Se quiser contribuir para a disseminação do conhecimento popular, faça seus comentários e repasse].

140 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page