top of page

DESCULPEM TODOS, ERREI. NÃO ERA ISSO QUE EU IMAGINAVA E DESEJAVA

Prezados (as),


Desculpem todos, errei. Não era isso que eu imaginava e desejava. Faço minha a minha própria culpa. Errei, como muitos, há que se admitir. Corrigir o erro é tão indispensável e nobre como acertar porque é um novo acerto.


O equívoco foi-nos induzido por poderosa máquina propagandística do mal: O falso vendido como verdadeiro; este como falso. Aprender com a experiência é um dos alicerces para a evolução civilizatória rumo ao bem estar comum.


2023 será um novo porvir. Ele está em nossas mãos.


Saudações


César Cantu

São Paulo, 27.06.2022

[Se desejar contribuir para a disseminação do conhecimento, faça seus comentários e repasse].

337 visualizações

Comments


bottom of page