top of page

O PROCESSO ESTRATÉGICO DA EDUCAÇÃO

Muito se tem falado e escrito sobre aspectos específicos da educação, sem inseri-los na sua amplitude maior que vou chamar de Processo Estratégico da Educação (PEEd). O conhecimento aqui exposto foi adquirido, ao longo da minha atividade pessoal e profissional, com dezenas de especialistas bastante conhecidos, que não serão referenciados para não incorrer no risco de omissões injustas. Esse conhecimento contém, também, as minhas percepções e conclusões individuais tiradas em debates com meus pares.


Todo processo deve ser direcionado para um objetivo estratégico maior de longo prazo, para uma estrela-guia. A educação é uma função que perpassa por tudo o que qualquer ser humano executa e, por isso, vou resumir o objetivo estratégico do PEEd como sendo o próprio objetivo de vida: O alcance da felicidade individual, familiar e coletiva. Postergarei, também, a análise conceitual de felicidade. Destarte, o PEEd inicia-se desde os primeiros anos em família e se estende por toda a existência, podendo ultrapassar os níveis elevados da pós-graduação lato sensu e stricto sensu ou se interromper em algum estágio do meio da jornada.


Para caracterizar o PEEd, deve-se definir o “o que fazer”, o “para que fazer” e o “como fazer”.


* O que fazer (Produto do PEEd): Conhecimento, teórico e prático, das seis competências para a cidadania


Conforme dito, a educação é uma das raízes profundas de tudo o que se faz e se deseja fazer na vida. Nesse sentido, defino o “o que fazer” do PEEd como o conhecimento, teórico e prático, para o exercício das seis competências para a cidadania e que devem ser praticadas nas esferas individual, familiar, profissional e coletiva. Portanto, o conhecimento é o meio, não o fim do processo educacional. Essas competências são:

  • Competência intelectual: Desenvolvimento da capacidade de raciocínio;

  • Competência estratégica: Desenvolvimento da capacidade de analisar o passado, alcançar as metas do presente sem perder de vista os objetivos de médio e longo prazo, no contexto amplo do meio ambiente;

  • Competência em gestão: Saber conciliar o “o que fazer, como fazer, quando fazer e para que fazer” de cada atividade sem perder a noção realista do “com que e com quem fazer”.

  • Competência técnico-operacional: Adquirir a capacidade de cumprir a sua função específica, tanto no aspecto técnico como operacional.

  • Competência físico-psíquico-comportamental: Capaz de conciliar as próprias ações com o estado-de-direito imperante sem se acomodar em promover a evolução contínua desse estado-de-direito vigente;

  • Competência para a responsabilidade cidadã: Inclui a responsabilidade ampla de cada cidadão pelo bem coletivo e que abrange as questões sociais, ambientais, econômicas, políticas, culturais e dos direitos humanos individuais e coletivos.


* Para que fazer (O objetivo do PEEd): Desenvolvimento da capacidade cognitiva


A capacidade cognitiva refere-se a um processo através do qual o ser humano consegue desenvolver suas capacidades inerentes como linguagem, pensamento, memória, raciocínio, capacidade de compreensão e percepção e outras. Isso o capacita a, em cada situação, efetuar uma análise consentânea, avaliar todas as alternativas e tomar a decisão correta.


* Como fazer: Método de Ensino


O “como fazer” refere-se ao método de ensino, está atrelado a cada cenário e, por isso, deve ser eclético, adaptável a cada situação e momento. Não cabe um aprofundamento maior nos métodos de ensino no presente momento.


Não há como discutir, sem incorrer em erros ou simplificações grosseiras, qualquer aspecto educacional, por mais específico que seja, sem inseri-lo nesse Processo Estratégico da Educação mais amplo.


Grato


César Cantu

São Paulo, 27.06.2023

[Se julgar pertinente, faça seus comentários e repasse]

251 visualizações

2 Yorum


Cesar

Considero o Objetivo Estratégico a Educação o desenvolvimento integral do ser humano, ou seja, o desenvolvimento físico, intelectual, emocional e moral, sendo a Felicidade o ideal a ser atingido. O que fazer está muito bem representado pelas 6 competências em seu texto. No Pará que acrescentaria a formação do ser humano para ser capaz de se adaptar e transformar a sociedade pelo bem coletivo.

Quanto a etologia opto pela Pedagogia Libertadora de Paulo Freire

Beğen
Şu kişiye cevap veriliyor:

Cara Antonia, grato pelo comentário. É uma tese ainda. Há muito a avançar.

Beğen
bottom of page