top of page

Carta aos meus primos - 2022

São Paulo, 25 de setembro de 2022.




Bom dia a todas e todos. Vocês devem se lembrar que lhes escrevi uma carta há 4 anos no contexto das eleições. De novo estou aqui me dirigindo a vocês, só que desta vez, a crise se agravou de uma forma absurda. A nossa presente realidade mostra que todas as minhas preocupações que eu manifestei naquela época eram não só plausíveis, mas, também, não tinham um vislumbre sequer da gravidade da situação a que chegamos após estes 4 anos desastrosos.


Gostaria, inicialmente, de destacar duas frases que considero importantes neste contexto. Primeiro, a frase de René Descartes que diz numa tradução livre “a diversidade de nossas opiniões não vem do fato de que algumas são mais razoáveis do que outras, mas apenas do fato de que conduzimos nossos pensamentos de maneiras diferentes e não consideramos as mesmas coisas. Pois não basta ter uma boa mente, mas o principal é aplicá-la bem”. A outra a destacar é de Rosa Luxemburgo que diz algo como “por um mundo onde sejamos socialmente iguais, humanamente diferentes e totalmente livres”.


Eu gostaria de viver num mundo como o delineado no preâmbulo da nossa Constituição de 1988 ou no mundo da canção “Imagine” do John Lennon.


Transcrevo o preâmbulo da nossa Constituição de 1988: “Nós, representantes do povo brasileiro, reunidos em Assembleia Nacional Constituinte para instituir um Estado democrático, destinado a assegurar o exercício dos direitos sociais e individuais, a liberdade, a segurança, o bem-estar, o desenvolvimento, a igualdade e a justiça como valores supremos de uma sociedade fraterna, pluralista e sem preconceitos, fundada na harmonia social e comprometida, na ordem interna e internacional, com a solução pacifica das controvérsias, promulgamos, sob a proteção de Deus, a seguinte Constituição da República Federativa do Brasil.”


Transcrevo também os artigos 78, 85 e 225 da nossa Constituição de 1988:


a) Art. 78. O Presidente e o Vice-Presidente da República tomarão posse em sessão doCongresso Nacional, prestando o compromisso de manter, defendere cumprir a Constituição,observar as leis, promover o bem geral do povo brasileiro, sustentar a união,a integridade e a independência do Brasil.


b) Art. 85. São crimes de responsabilidade os atos do Presidente da República queatentemcontra a Constituição Federal e, especialmente, contra:


I – a existência da União;

II – o livre exercício do Poder Legislativo, do Poder Judiciário, do MinistérioPúblico e dos Poderes constitucionais das unidades da Federação;

III – o exercício dos direitos políticos, individuais e sociais;

IV – a segurança interna do País;

V – a probidade na administração;

VI – a lei orçamentária;

VII – o cumprimento das leis e das decisões judiciais.


c) Art. 225. Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações.


Acredito que não é necessário ser um grande jurista e nem ter a formação em Direito para ler o que destaquei acima e para constatar que o cidadão que ocupa a presidência da república transgridediariamente, cotidianamente e impunemente as nossas bases que devemorganizar e regulamentar o nosso país. O referido cidadão dirige-se unicamente aos que o apoiam incondicionalmente, fanaticamente, cegamente e desconsidera e desrespeita completamente aos demais cidadãos (eu diria, a maioria dos cidadãos brasileiros) que não se enquadram nos limites do cercadinho. Vamos então destacar a obra do referido cidadão:


a) vamos começar pelo bolso destacando a gestão desastrosa da economia que constatamos a cada vez que visitamos o supermercado, a feira ou qualquer instalação comercial, ou ainda, podemos citar a farmácia, planos de saúde, hospitais, escolas das crianças, atividades culturais e de lazer, viagens, enfim, um desastre para os nossos presentes e futuros;


b) a situação desastrosa que vivemos comprovada pela observação de um número cada vez maior de pessoas morando nas ruas (incluindo crianças e adolescentes), de dezenas de milhões de pessoas passando fome, de dezenas de milhões de pessoas desempregadas ou desalentadas e contribuindo para aumentar cada vez mais estes números, reforçados pela falta de aumentos do salário mínimo acima da inflação e pela falta de correção da tabela do imposto de renda;


c) o referido cidadão votou pelo impedimento da Presidenta Dilma homenageando um torturador assassino;


d) ele declarou que a ditadura militar matou pouco, que deveria ter matado mais 30 mil começando pelo FHC;


e) ele falou em fuzilar a petralhada e, recentemente, falou em extirpar a esquerda (lembro que, extirpar, significa matar, significa destruir pessoas, cidadãos brasileiros que não se enquadram nas especificações do cercadinho);


f) ele falou para uma deputada que não a estupraria porque ela era feia;


g) ele imitoupessoas morrendo de covid gemendo e debochando das vítimas do seu desgoverno;


h) o Brasil tem, aproximadamente, 3,5 % da população mundial e 13 % dos mortos pela covid, quase 700 mil pessoas morreram, sem contar os milhões de pessoas que sobreviveram e que, muitas delas, ainda carregam as sequelas da doença;

i) destaco os absurdos deste desgoverno com relação às vacinas e evidenciados pela CPI da covid;


j)destaco a destruição do meio ambiente estimulada pela destruição das nossas instituições que vinham sendo organizadas a duras penas e que resultam num respaldo e suporte ao crime organizado, destaco a destruição da Floresta Amazônica, a destruição do cerrado, a do Pantanal Mato-grossense além da destruição e invasões das terras dos índios que estão sendo, simplesmente, massacrados como se fossem coisas inúteis para se jogar fora (é bom lembrar que o regime de chuvas é garantido pelas nossas florestas, todos nós vamos sofrer as consequências da destruição);


k) o referido cidadão mencionou os quilombolas que deveriam ser pesados em arrobas e que não serviam nem para a reprodução, mostrando o que ele pensa verdadeiramente de parcelas expressivas da população brasileira e lembrando também suas características de misoginia, de homofobia e de desprezo pelos pobres e desfavorecidos pela vida em geral (claro que ele e os seus familiares, segundo sua concepção de mundo, estão entre os eleitos para desfrutar todos os benefícios que o dinheiro pode oferecer; claro também que é lamentável o comportamento do público onde ele falou de quilombolas e arrobas);


l) o referido cidadão manobrou a legislação para facilitar a aquisição e porte de armas provocando um aumento expressivo da quantidade de armas em circulação dizendo que um povo armado jamais será escravizado (ou coisa parecida), sendo que, ele mesmo quando foi assaltado não reagiu, levaram sua arma e sua moto, perdendo com isso a oportunidade de fazer uma demonstração prática da utilidade de um cidadão andar armado;


m) ele se diz capitão do exército e, faz alguns meses, apareceu num clube de tiro para se exibir e não conseguia disparar a arma que lhe deram, pois, tudo indica que ele desconhece que a coisa mais elementar numa arma de fogo é a sua trava de segurança. Precisou do auxílio de um dos seus filhos para lhe mostrar a existência do tal dispositivo;


n) lembremos o desastreda educação das crianças pobres e sem internet durante a pandemia que piorou ainda mais pela inação proposital deste desgoverno;


o) lembremos também, por falar em educação, do seu ministro da educação que provocou um disparo acidental da sua arma no Aeroporto de Brasília, um ministro da educação que, ao invés de carregar livros, carrega uma arma de fogo carregada e destravada em público para embarcar num avião de passageiros (imaginem um disparo acidental na cabine pressurizada em vôo);


p) por falar em ministro da educação, lembremos os pastores frequentando o ministério para organizar a farta distribuição de dinheiro público de maneiras, digamos, pouco ortodoxas, mas com certeza, maneiras pouco republicanas;


q) depois de falar em pastores, lembremos as compras de 51 imóveis com dinheiro vivo.Comprar meia dúzia de bananas na feira com dinheiro vivo parece ser normal.Agora, comprar imóveis....imaginem a cena, o indivíduo leva a quantia equivalente ao valor do imóvel; carrega numa maleta, numa sacola, na cueca, sei lá onde mais, e se dirige ao cartório que contará as cédulas uma a uma.Ficam as questões: de onde veio o dinheiro? Como foi amealhado? A Receita Federal está devidamente ciente do recebimento destas quantias? E assim por diante ....;


r) consta na imprensa que o referido cidadão foi eleito vereador do Rio de Janeiro em 1988. Consta também que ao tomar posse, passou para a reserva remunerada do exército. Em 1989, foi eleito deputado federal obtendo 7 mandatos consecutivos, sendo eleito pelo povo carioca e de acordo com os sistemas eleitorais vigentes, enfim, um típico político brasileiro que se aproveita dos recursos públicos e ensina direitinho aos seus descendentes como se dar bem na vida.Usou também da sua influência para garantir uma vaga para sua filha na escola militar;


s) uma das maiores demonstrações da falta de respeito com os cidadãos brasileiros, o orçamento secreto, num arranjo entre o poder executivo e o poder legislativo no qual usam bilhões de reais do orçamento público, porém, não é esclarecido, não é publicado, onde o dinheiro é utilizado, quem o encaminha sabe-se lá para onde e com qual finalidade, enquanto isso, os cortes na Educação e na Saúde são profundos e destruidores dos futuros das crianças;


t) desde o início do seu mandato vem, sistematicamente, proferindo ameaças contra o STF, contra o TSE, contra o sistema eleitoral de urnas eletrônicas (votadas e aprovadas no Congresso Nacional em conformidade com as leis, portanto, representativa da vontade do eleitor brasileiro), dizendo que aceitará o resultado se for “limpo” (acho que eu não preciso explicar o termo “limpo”);


u) a quantidade de vexames no exterior enche de vergonha qualquer cidadão brasileiro com um pingo de sensatez, ou ainda, que tenha um mínimo de contatos com estrangeiros.Lembremos um pouco: a China, o velório da rainha, os discursos na ONU, etc. Enquanto isso, se alinha sistematicamente com políticos e governantes da extrema direita pelo mundo afora. E ainda fala que a nossa bandeira jamais será vermelha e eu me pergunto qual será a nova cor?;


v) faz demagogia sistematicamente com denominações religiosas trazendo a religião para o âmbito do governo numa afronta à laicidade que deve ser respeitada no âmbito do governo (conforme determina a Constituição) e lembro que Deus não deve participar de governos;


w) envolve as nossas forças armadas, que são instituições de estado nas suas tramas, provocando o desrespeito às leis que coíbem militares de participar da política;


x) promoveu junto com o poder legislativo alterações na Constituição que a afrontam, com o objetivo de tentar agradar ao eleitorado para aumentar suas chances na eleição;


y) promove aglomerações com motociclistas e vive dando o mau exemplo de não usar capacete num claro desrespeito às leis, numa postura ridícula de quem se julga acima de tudo e de todos, ignorando completamente o fato de que o exemplo vem de cima (a PRF tem alguma coisa a comentar sobre isso?);


z) desperdiça dinheiro público nestas aglomerações, em viagens inúteis, em férias, usando o cartão de crédito corporativo e decreta 100 anos de sigilo em assuntos que num país civilizado seriam banais e transparentes, afinal, quais seriam as razões para decretar 100 anos de sigilo? Por exemplo, se ele não tomou a vacina da covid, por quê decretar sigilo de 100 anos sobre sua carteira de vacinação?Cá entre nós, não conheço ninguém que teve seu registro de vacinação da Covid feito na carteirinha e sim recebeu um comprovante. Tenho 4. Já que ele menosprezou a Ciência, ele não deveria demonstrar aos seus apoiadores que ele realmente é coerente com as coisas que diz? Ou aos seus apoiadores basta a sua palavra? Estes apoiadores estão dispostos a morrer por ele? Para quê? Isto é vida?


Ufa, basta um alfabeto e vejam que não estou entrando em detalhes dos descalabros acontecidos nestes últimos 4 anos.


Enfim, como eu disse antes, as preocupações que manifestei em 2018 não continham nem um vislumbre dos descalabros que estamos vivendo. A única forma que eu imagino para piorar a situação, seria reabrir os porões do DOPS e do DOI-CODI para torturar e assassinar as pessoas que não se enquadram nas especificações do cercadinho.


Este não é um governo, é um ajuntamento de gente incompetente, de gente burra (os burros de quatro patas, de novo, me desculpem por usá-los como imagem da estupidez humana), de gente que quer enquadrar todas as pessoas nos seus padrões que dizem considerar ser as referências universais. Porém, não sejamos ingênuos. Dá para acreditar na honestidade, na sinceridade das pessoas que se dizem referências universais de tudo o que existe e, no entanto, exibem inúmeros aspectos de sucesso socio-econômicos que não são explicados publicamente como foram construídos?


Lembrem-se que governos são reuniões de grupos de pessoas que assumem posições e seguem diretrizes estabelecidas pelos tais grupos. Ninguém governa sozinho, isto é impossível num país grande, com uma população grande como a nossa. Nem precisamos falar de país, basta imaginar aí em Sorocaba, ou ainda, um município ainda menor como Itapetininga, Salto de Pirapora, Mairinque, Cerquilho, Porto Feliz, vocês acham que um único indivíduo daria conta de tudo?


O referido cidadão é apenas um fantoche destes grupos de aloprados de extrema direita ignorantes e cheios de ódio que não medem as consequências para desfrutar dos benefícios do poder, porém um fantoche perigoso pelo poder nominal que dispõe.

Isto se evidencia a cada vez que me lembro que ele nunca se dirigiu à população brasileira em geral na condição de presidente como deveria ser, porém, só se dirige à parcela que o apoia buscando alimentar o ódio aos que pensam de forma diferente. Isto se evidencia também a cada vez que não me lembro de um único ato em seu desgoverno que possa ser considerado razoável para a boa administração pública e para a organização da sociedade. Enfim, acho que isto tudo que mencionei é mais do que suficiente para fundamentar a minha convicção que ele afronta as bases mais elementares do convívio em sociedade e afronta a nossa CONSTITUIÇÃO.


A alimentação do ódio não passa de uma estratégia para manter seus apoiadores excitados e ativos. Isto é evidente e já faz alguns anos que publiquei textos comentando tais fatos.


O ódio está muito bem alimentado. Faz alguns meses que pedi num grupo de Whatsapp um único exemplo de alguma coisa positiva feita pelo governo deste mencionado cidadão. Em resposta, só recebi insultos. Nenhum exemplo ressaltado, para ser muito claro, pois, não há nada para apresentar. Somente burrice, incompetência e destruição.


Um outro exemplo lamentável do ódio está relacionado à família. Meu pai deixou um livro manuscrito falando da sua vida, longa vida de 95 anos. Ele escreveu uns 10 anos antes da sua passagem para a outra vida. Faz um pouco mais de 2 anos, li o manuscrito e escrevi uma carta para minhas irmãs e irmão sobre as minhas impressões. Minhas impressões não foram muito bem recebidas por alguns membros da família, fui classificado como esquerdopata e um sobrinho malcriado me disse que eu somente poderia me dirigir à sua mãe, minha irmã, para falar de assuntos de família. E eu me perguntei, que família? Que família é essa que não tem maturidade e nem disponibilidade para conversar como adultos que todos deveríamos ser? Simplesmente, me classificaram, me atribuíram as características pejorativas que eles acham que eu tenho e ponto final. Tudo está devidamente explicado, escrevi daquela forma porque sou um esquerdopata. E podem ter certeza que não sou nenhum radical de esquerda, eu acho que posso ser classificado, no máximo, como centro-esquerda e olhe lá.


Tenho um outro sobrinho, que se considera uma referência universal de tudo o que existe, que afirma com convicção que a USP é uma universidade de esquerda. O pior de tudo é que toda esta gente que se sente em condições de classificar pessoas nunca saíram dos seus quadradinhos e duvido que tenham lido algum livro relevante alguma vez na vida.


E eu me sinto triste quando me lembro da maravilhosa festa de aniversário de 60 anos da Inês,há um pouco mais de sete anos numa época em que o país ainda não havia se transformado neste manicômio a céu aberto,pois essa divisão das famílias e grupos de amigos, essa alimentação do ódio, não permitirá novas reuniões festivas familiares. E nos velórios, aquele climão. Devo admitir também que fiquei surpreso com a quantidade de parentes que eu tenho que apoiam, ou apoiaram, o tal cidadão referido.


Tem gente que fala que o povo brasileiro não sabe votar. Esta gente ignora que os nossos governantes, os nossos representantes são um espelho do que somos como sociedade, como país. Os cargos eletivos são todos preenchidos através do voto popular. Há um monte de aberrações, porém, lembrem-se que os sistemas foram construídos pelos políticos que foram eleitos pelo povo. Há políticos que são ciosos em manter as crianças longe das escolas, que negam escolas de qualidade para todas as crianças. Crianças sem escolas de qualidade se tornarão adultos sem profissão definida e dependentes dos programas de auxílio emergencial dos governos, não é simples assim? E tome demagogia e conversa fiada!


Quando vamos às urnas sempre acabamos nos deparando com as escolhas dos candidatos menos ruins. Ainda pior, quando muitas das vezes temos que escolher entre o candidato ruim, o pior, o péssimo ou o horroroso.


Precisamos urgentemente evoluir para que nas futuras eleições possamos escolher entre o candidato bom, o melhor, o ótimo ou o maravilhoso ou a maravilhosa, obviamente, evidentemente.


Porém, no presente momento, nossas escolhas estão entre a CIVILIZAÇÃO ou a BARBÁRIE! Não há a possibilidade de fazermos escolhas intermediárias. Desde o início do atual desgoverno ficou muito claro que o objetivo destes grupos que estão no poder é a sua perpetuação no poder e a “extirpação” (palavras deles) dos que não pertencem aos seus quadros ou dos que, simplesmente, os criticam. O nome disso é BARBÁRIE, que será praticada para extirpar os “esquerdopatas”.


Lembro mais uma vez que nós fomos educados na Religião Católica, portanto, como cristãos fomos ensinados a respeitar ao próximo e ajudar os mais desfavorecidos, recebemos os 10 Mandamentos entre os quais se encontra: não matarás! Deus, por acaso, abriu alguma exceção para alguém poder “extirpar” pessoas? Jesus Cristo, por acaso, falou para alguém pegar as suas 6 arminhas e sair por aí “extirpando” os “esquerdopatas”? Que porcaria é essa?


Obviamente, todas as demais religiões que eu tenho conhecimento, nenhuma delas prega a violência contra outras pessoas, pregam a paz e o amor ao próximo.


Esquerda ou direita somente são formas diferentes de ver o mundo. Ninguém tem a primazia da dominação da verdade absoluta. Governos de direita ou de esquerda são todos válidos na democracia, desde que respeitem rigorosamente a Constituição vigente, simples assim. Todas as decisões devem ser tomadas no âmbito das negociações políticas, em conformidade com as leis e ponto final. Às vezes tomamos boas decisões, às vezes tomamos decisões equivocadas que devem ser devidamente negociadas para corrigi-las adequadamente. Assim é a vida, é uma sucessão de erros e acertos. Quando erramos, devemos aproveitar a oportunidade para aprender, para refletir, para corrigir e evoluir.


A força de uma sociedade está na sua diversidade. Afinal, como vocês acham que um país consegue enviar uma nave para pousar, por exemplo, em Marte? Resposta óbvia: crianças nas escolas, gente capacitada, gente criativa, gente competente trabalhando em equipes multidisciplinares, gente pensante, gente livre para pensar e criar, sem amarras de ideias pré-concebidas e preconceitos.


Afinal, alguém ainda acha que a melhor forma de combater determinados tipos de doenças, como o caso recente da covid, não é através de vacinas? Neste momento, estamos vivendo uma situação crítica por conta deste governo que não realiza campanhas de vacinação e determinadas doenças que estavam, pelo menos, controladas estão voltando ao rol das preocupações dos profissionais da área de saúde. Só para lembrar que temos idades suficientes para ter conhecido muitos casos de pessoas que tiveram o azar de contrair a poliomielite, doença que foi finalmente controlada com a vacinação das crianças, não foi assim?


Nesta eleição eu vou votar no PT que a meu juízo representa a única chance de continuarmos na construção de um país CIVILIZADO, um país onde a CONSTITUIÇÃO seja respeitada rigorosamente. Posso dar o meu testemunho que durante a minha vida profissional como engenheiro, os anos dos governos do PT foram os melhores, foram os que trouxeram maiores oportunidades e esperanças de crescimento para os cidadãos. Claro que podemos fazer inúmeras críticas aos governos do PT, podemos fazer, fiz e faço. Porém, em nenhum momento os seus adversários políticos foram ameaçados de “extirpação”, em nenhum momento o PT ameaçou não reconhecer resultados eleitorais, em nenhum momento o PT ameaçou não cumprir decisões judiciais.


Precisamos recuperar condições mínimas de racionalidade nos governos federal e estaduais para que possamos ter a chance de reorganizar e reconstruir o país. Nós, o povo, precisamos participar mais ativamente da política para estabelecermos diretrizes a serem seguidas, independentemente das características ideológicas dos partidos que ocupam o poder. O atual desgoverno tem sido altamente eficiente em destruir tudo o que estava sendo construído a duras penas. Eu tenho algumas ideias e propostas para tentarmos melhorar a qualidade da política nacional, porém, neste momento, não terei tempo suficiente para escrever sobre este assunto. Abordarei brevemente.


Eu gostaria de pedir a todos vocês que votem no PT e seus candidatos ao Senado, à Camara dos Deputados e à Assembleia Legislativa. Eu acho que o ideal seria resolver a eleição presidencial ainda no primeiro turno.

Se você minha prima, meu primo, tem dúvidas e odeia o PT ou o Lula, peço que faça um grande favor para você mesmo, para sua família, para os seus descendentes e para a sociedade brasileira: anule o seu voto.


Se você minha prima, meu primo, depois destes 4 desastrosos anos, ainda pensa que o atual ocupante do cargo merece o seu voto, só posso recorrer à frase do René Descartes para lhe dizer que não tenho a menor condição de entender as suas escolhas e só posso lamentar.


Abraços a todas e todos e espero que tenhamos muita serenidade e sabedoria para superar esta crise sem precedentes que estamos vivendo.


Do seu primo Pedro PP




57 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page