top of page

COMO APOIAR O GOVERNO DE UNIÃO E RECONSTRUÇÃO

Prezados (as),


Urge repetir: O governo Lula, de União e Reconstrução, foi eleito e constituído à luz de ampla coligação de esquerda-centro-direita. A extrema esquerda é tolerada, se comportada. Descartada, totalmente, por maléfica ao povo brasileiro e nação, a extrema direita, principalmente o grupo político-militarista sob a bandeira do bolsonarismo.


É um governo legalista sob a égide dos ditames da Constituição. Destarte, a questão que se apresenta é:

  • Como as forças progressistas podem apoiar esse governo de União e Reconstrução, serem profícuas, sem prejudicar?

O governo deve e tem atuado sob a quina da “Autoridade x responsabilidade x poder x prioridade x oportunidade”.

- Autoridade, por ser gestão legalista, deve ser conforme os ditames da Constituição;

- Responsabilidade, pelo mesmo motivo, conforme concebida pela Constituição e atendimento do propósito maior, a população / Nação brasileira.

- Poder, sob controle das normas dos poderes Executivo, Legislativo, Judiciário, mídia e população, necessário para aprovar e / ou aplicar as medidas. Cabe ressaltar que, mesmo dentro do Executivo, a força do presidente, por ser governo de coligação, não é absoluta. Ademais, sempre está presente, indevidamente, o artificial poder-político imputado a si próprio pelo segmento retrógrado e oportunista das Forças Armadas.

- Prioridade, conforme necessidade da população e Nação. Devem prevalecer, de forma absoluta, as questões socioambientais e de desenvolvimento econômico.

- Oportunidade, quer seja, no devido tempo conforme os cenários se tornam favoráveis. Qualquer ação precipitada ou em momento inoportuno pode anular todas as outras facilidades.

Qualquer aventura em dessintonia com os 5 elementos acima referidos leva a baixa probabilidade de sucesso ou a perigosos retrocessos.

O apoio menos desejado para a consolidação do governo de União e Reconstrução é aquele fora da referida quina. Ele pode se dar nas seguintes circunstâncias:

- Tomado à luz de critérios meramente ideológicos. Além de tornar o resultado irrealizável, gera fraturas no seio do próprio governo e no corpo de seus apoiadores;

- Tomado de forma conflitante com a natureza profunda do povo brasileiro: Religiosa (80%), conservadora (> 50%) e anticomunista (> 40%), essa última, um estigma construído pelos opressores através de falsa propaganda.

- Sem considerar os fatores geopolíticos cada vez mais condicionantes a qualquer país num mundo extremamente globalizado.

  • Quer ajudar o governo Lula? Que seja bem vindo, mas de forma estrategicamente inteligente.

  • Não sabe como ajudar? Não se preocupe. Lula sabe como fazer, está fazendo e, regra geral, tem sido bem sucedido. Basta apoia-lo num contexto de crítica construtiva.

Saudações

César Cantu

São Paulo, 23.01.2023

[Se julgar pertinente contribuircom para a União e Reconstrução do país, faça seus comentários e repasse].

172 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page