top of page

Atuar nas redes de forma articulada para vencer o descalabro do governo Bolsonaro


Organizar as ações nas ruas e nas redes sociais contribuindo para a vitória da chapa Lula/Alckmin no segundo turno das eleições, foi o objetivo da Plenária Geral realizada pela da Engenharia pela Democracia – EngD, na terça-feira, dia 18.


“Tanto nas ruas, como nas redes, nosso objetivo é deixar claro que estamos diante de uma luta entre a barbárie e a Democracia. Nesse sentido, é fundamental desmascarar as mentiras e o desprezo de Bolsonaro pela Nação, assim como seus ataques à Constituição e à Democracia. Não podemos nos omitir nesse momento histórico que o Brasil vive”, afirmou Paulo Massoca, coordenador-geral da EngD.


Mediada pelo secretário-geral, Maurício Habert, a atividade contou com a participação de Sérgio Amadeu, sociólogo, professor e pesquisador na área de exclusão digital, tecnologia da informação e comunicação, sociedade da informação, economia informacional, cidadania digital e Internet.


Divulgador do software livre e da inclusão digital no Brasil, Sérgio Amadeu foi um dos implementadores dos Telecentros na América Latina e presidente do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação.


Em sua exposição, o especialista apontou a necessidade de intensificar a atuação da rede progressista nas mídias sociais. "Para se ter uma ideia, 74% dos brasileiros acima dos 10 anos possuem perfis no Facebook. O Youtube tem a maior audiência depois do Google. Então, temos o Facebook, Youtube e o Instagram, que alcança 80 milhões de brasileiros. Portanto, qualquer campanha, para ser bem sucedida tem que ter uma estratégia em redes sociais”, garantiu Sérgio Amadeu.


Para ele, é preciso se equiparar à máquina bolsonarista. “Não temos o dinheiro que eles têm e não cometemos os crimes eleitorais que eles cometem, mas contamos com a organização de diversos grupos. Não adianta desmentir a desinformação jogada na rede, que são micro segmentadas. Vários empresários patrocinam essas ações. Eles têm muito dinheiro e não têm limites”, assegurou o mestre em internet.


Nesse sentido, o pesquisar orientou que cada um demonstre apoio em seu perfil nas redes sociais e ajude a denunciar o descalabro que é o governo Bolsonaro, destruindo as mentiras propagadas. “Vamos pautar as redes, atacar e destruir Jair Bolsonaro com verdades”, garantiu.


Ações - Para fortalecer a campanha a EngD, está adotando diversas ações, entre elas, a criação de um grupo de WhatsApp para associados e convidados com o objetivo exclusivo de distribuir conteúdo focado na vitória do campo democrático no segundo turno.


Diariamente, são enviados aos participantes conteúdos para replicação nas diversas redes sociais de cada integrante, buscando ampliar o alcance das postagens. Você que participa da EngD pode fortalecer essa luta. Clique aqui e faça parte do grupo Replicador.


A EngD também vai produzir conteúdos próprios, com vídeos curtos de depoimentos de profissionais da Engenharia para destacar a necessidade eleger Fernando Haddad, um candidato alinhado a uma pauta progressista, preocupado com o estado de SP e a população.


Além da atuação virtual, a EngD vai reforçar as mobilizações nas ruas. Portanto, orientamos o empenho de todos os membros nas atividades de campanha.


Agenda - Na próxima semana, a EngD deve realizar, em parceria com outros movimentos que defendem um projeto democrático, uma manifestação organizada, no centro da Capital, pela eleição de Haddad. A data ainda será definida.

31 visualizações

Comments


bottom of page